Ártico

domingo, 22 de junho de 2008

[DIGITAIS] O que são 'FLASH MOBS'?

Segundo a Wikipedia, Flash Mobs são "aglomerações instantâneas de pessoas em um local público que depois de fazer uma determinada ação previamente combinada se dispersam
tão rápido quanto se reuniram."

O primeiro Flash Mob foi organizado via e-mail pelo jornalista nova-iorquino Bill Wasik, mas não funcionou pois a polícia foi acionada. O segundo finalmente deu certo na loja de departamentos Macy's em 2003, reunindo 100 pessoas. Um dos eventos mais famosos é o Pillow Fight (guerra de travesseiros), que acontece em 35 cidades, com pessoas que não se conhecem indo para lugares divulgados via internet ou SMS.

Existem ainda as Subway Parties, que reunem desconhecidos em festas animadas nos vagões do metrô de Nova York trocando presentes, com direito a música, dança, decoração festiva e até fantasias (Halloween). Marcam dia, hora, aguardam formar quorum na estação e invadem um dos vagões.

O Flash Mob era para ser anti-manifestação e anti-político — uma crítica à conformidade e querer fazer parte da “próxima moda grandiosa”, visando desorganizar e romper a ordem nos espaços públicos e corporativos. Para decepção de seu idealizador, acabou se tornando exatamente isso: um novo modismo, muitas vezes usado com fins de marketing por empresas ou politizado (como na Rússia em 2003 contra a ditadura e na Espanha em 2004 em protesto aos ataques terroristas), geralmente taxado de inconveniente ou idiotice de quem não tem mais o que fazer.

Mas não se pode desprezar o fenômeno - a rápida capacidade de articulação via mídia digital, que pode futuramente servir para fins mais "sérios", como protestos e defesa de boas causas, sem o controle de políticos, corporações, polícia ou manipulações da imprensa.

Quer ver? Clique abaixo e busque mais no YouTube.

video

Nenhum comentário: